Vinte árvores em risco vão ser abatidas no Parque Aquilino Ribeiro em Viseu

2019-06-17

Vinte árvores em risco vão ser abatidas no Parque Aquilino Ribeiro em Viseu

No âmbito do protocolo de colaboração com a ESAV – Escola Superior Agrária de Viseu, Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro e Quercus, foi elaborado um inventário arbóreo da cidade de Viseu e criado um sistema municipal de gestão de árvores, tendo sido identificadas exemplares em risco de queda.

Apesar da intervenção de manutenção que o Município tem em curso, com o apoio das referidas entidades, verifica-se a necessidade de, por razões de salvaguarda da segurança pública, proceder ao abate de duas dezenas de exemplares em risco, dispersos pelos 30.000 m2 do Parque Aquilino Ribeiro. Em causa estão alguns exemplares de variadas dimensões, nomeadamente carvalho-alvarinho, carvalho-americano e choupo-branco.

O Presidente da Câmara Municipal afirma que “Viseu é uma cidade-jardim e essa vocação exige cuidado permanente”. Almeida Henriques, adianta que esta intervenção tem por objetivo “assegurar, em primeiro lugar, a segurança das pessoas que usufruem do parque, não esquecendo, todavia, a sua substituição progressiva”.

No sentido de preservar a sustentabilidade do Parque, tem sido política do Município apostar na regeneração natural. Todavia, nos locais onde tal não ocorre em percentagem satisfatória, serão plantados exemplares característicos da flora nacional, por forma manter a matriz arbórea deste espaço nobre da cidade e a defender este pulmão verde da cidade-jardim.

A edilidade apela à melhor compreensão dos munícipes para a possibilidade de, durante a operação de abate, algumas zonas do parque estarem restritas ou condicionadas por questões de segurança.

 

 

(CMV)