Morreu a atriz Maria João Abreu

2021-05-13

Morreu a atriz Maria João Abreu

A atriz estava internada depois de ter sofrido um aneurisma.

A notícia está a ser avançada pela SIC, canal onde trabalhava.

A artista de 57 anos estava internada no hospital Garcia de Orta, em Almada, com prognóstico reservado desde 4 de maio após ter sofrido um aneurisma.

De acordo com a SIC, tinha já sido “submetida a intervenções cirúrgicas e ficou em coma induzido”.

iniciou a carreira profissional no teatro, uma paixão que nunca abandonou, mas foi a televisão que lhe granjeou a popularidade, graças a produções como “Médico de família”.

A televisão foi o meio em que mais trabalhou e que lhe deu maior visibilidade, tendo participado em mais de 60 programas, entre telefilmes, séries e telenovelas.

A sua carreira como atriz remonta, no entanto, a 1983, quando, com 19 anos, se estreou profissionalmente no Teatro Maria Matos, no musical “Annie”, de Thomas Meehan, dirigido por Armando Cortez.

A sua última participação no teatro aconteceu em 2019, quando protagonizou “Sonho de uma noite de verão”, no Tivoli, contracenando com José Raposo, de quem estava já divorciada, e com Miguel Raposo, um dos filhos do casal.

Era também com o ex-marido que contracenava na telenovela “A Serra” e na série “Patrões fora”, ambas atualmente em gravações e em exibição.

"Golpe de Sorte", "Sul", "Paixão", "Amor Maior", "A Casa é Minha", "Mar Salgado", "Os Nossos Dias", "Mundo ao Contrário", "Sentimentos", "Feitiço de Amor", "Jardins Proibidos" e "Morangos com Açúcar" foram outras produções televisivas que contaram com a sua atuação.

Maria João Abreu esteve casada 23 anos com José Raposo, de quem teve dois filhos, Miguel Raposo e Ricardo Raposo. Voltou a casar-se em 2012 com o músico João Soares.

Nascida em Lisboa, a 14 de abril de 1964, Maria João Gonçalves Abreu Soares era oriunda de famílias humildes e começou a trabalhar muito cedo, o que fez dela uma criança muito madura, que não sabia brincar, que tinha pânico de falhar e uma grande necessidade de sentir amor”, como a própria confessou em entrevista.

 

Lusa